Post do Blog

Leia e fique por dentro

COACHING EDUCATION – EXPLICANDO MAIS O PROCESSO DE COACHING

Coaching Education é uma forma sintetizada de passar a essência e a profundidade do processo de Coaching.

Poderíamos  definir Coaching como “um processo que visa aumentar o desempenho de um indivíduo (grupo ou empresa), ampliando os resultados  positivos, através de metodologias, ferramentas e técnicas conduzidas por um profissional (O COACH) em uma parceria sinérgica e dinâmica com o cliente (coachee)” [1] (IBC – Professional & Self Coaching – PSC, p. 100). Mas seria apenas isso?

André  Percia, na obra Coaching, Missão  e Superação, lembra que  muitas são as abordagens, os autores e linhas de coaching que obtiveram sucesso, com associação ou não a outras áreas do conhecimento humano. Apresenta a definição de Coaching de Cox, Bachkiriva e Cutterbuck, para quem:

coaching poderia ser visto como um processo de desenvolvimento humano que envolve uma interação focalizada e estruturada com uso apropriado de ferrramentas, estratégias e técnicas para promover mudanças desejáveis e sustentáveis para o benefício de coachees (clientes)[2].

Anderson Tonnera no artigo,  Coaching: uma ferramenta para aumento de performance, apresenta uma conceituação bem simples de Coaching, que acreditamos merecer ser aqui transcrita:

Para aprender coaching é necessário se esvaziar  de conhecimentos antigos e estar aberto a novas propostas e perspectivas, ou seja, questionar o mundo em que se vive e os paradigmas que são criados e desenvolvidos com o tempo, uma vez que o coaching  é um processo com início, meio e fim claramente definidos.

Pode-se definir coaching, portanto, como um processo com sequência lógica na qual coach e coachee estabelecem uma relação de parceria, visando aumentar o nível de consciência da realidade vivida pelo cliente, para que o mesmo possa aumentar substancialmente sua performance.[3]

Certo é que em  todas as definições podemos ver o coaching como um processo que envolve o profissional, coach, e o cliente, coachee, para através de uma série de ferramentas e técnicas alterar a situação do coachee  na área definida, atuando o coach como um verdadeiro apoiador em todo o processo no qual o ator  principal, contudo, é o próprio coachee, já que sem ele não é possível qualquer êxito no processo. O coach é assim o profissional que no processo de coaching auxilia o cliente, coachee, na mudança/transformação almejada.

Segundo a Global Coaching Community (GCC), poderíamos definir Coaching:

“Coaching é a parceria entre coach (profissional) e cliente (coachee) onde acontece um processo estimulante e criativo que inspira e maximiza o potencial pessoal e profissional do cliente.”

Coaching é um processo sistematizado onde um coach acompanha  e estimula seu cliente no desenvolvimento de sua performance e alcance de suas metas.”

Coaching é uma metodologia de desenvolvimento humano onde se cria um contexto transnacional para o alcance de um estado desejado.”[4]

Para José Roberto Marques e Edson Carli:

Coaching  é um processo que utiliza técnicas, ferramentas e recursos de diversas ciências. Algumas pessoas  dizem que é ciência, mais na realidade é um cocktail, um mix  de recursos e técnicas que funcionam em ciências do comportamento (psicologia, sociologia, neurociências, etc.) e de ferramentas da administração de empresas, esportes, gestão de recursos humanos, planejamento estratégico e outros, É um processo que produz mudanças positivas e duradouras. Conduzindo de maneira confidencial, individual ou em grupo, o Coaching é uma oportunidade de visualização clara dos pontos individuais, de aumento de autoconfiança, de quebra de barreiras de limitação, para que as pessoas possam conhecer e atingir seu potencial máximo e alcançar suas metas.

Coaching é uma metodologia que busca atender as seguintes necessidades: atingir metas, solucionar problemas e desenvolver novas habilidades. É um processo de aprendizagem e desenvolvimento de competências comportamentais, psicológicas e emocionais, direcionado à conquista de objetivos  e obtenção de resultados planejados que, para ser compreendido, pode ser comparado à aliança de sucesso entre um técnico desportivo (coach) e seus atletas (coachees). O técnico não atua no jogo diretamente, mas oferece, como um padrinho, sua experiência que concorre para o desenvolvimento e desempenho do atleta. Da mesma forma o coach contribui para o aprendizado e amadurecimento emocional, tomada de decisão, planejamento de ação, definição de tarefas e de estratégias de remoção de obstáculos.[5]

Em resumo Coaching seria:

Processo, metodologia e parceria são excelentes termos para se definir um bom Coaching. De fato, este trabalho conjunto entre coach e coachee é uma forma de gerar riqueza no verdadeiro sentido da palavra, pois ao passar por um processo desse nível o coachee efetua um verdadeiro resgate de si mesmo, reconhecendo e honrando sua história, olhando para dentro e descobrindo o quão linda pode ser a vida quando ela é vivida de maneira plena e verdadeira.[6] 

Pode-se dizer,   que toda a essência do processo de Coaching reside no fazer perguntas poderosas de modo a levar o coachee a reflexão e a permissão para aumentar sua visão do mundo. O trabalho do Coach deve levar em consideração  o nível neurológico de percepções e conhecimento do coachee naquele determinado momento para que o êxito no processo de Coaching seja alcançado. Assim, o coach pode atuar como guia, treinador, consultor/professor, mentor, patrocinador,aglutinador ou self empowement, tudo dependendo da situação/estado em que se encontra o coachee[7]. 

Identificar o nível do processo evolutivo no  qual se encontra o coachee, a partir da Pirâmide Do Processo Evolutivo do Coaching adaptada aos Níveis Nurológicos de Aprendizagem e Mudanças de Robert Dilts e Bernet Isert por José Roberto Marques[8]  é ao nosso ver o passo inicial para um processo de coaching eficiente e transformador. De nada adianta o coach estar atuando como um mentor para um coachee preso em questões da base da pirâmide, ou seja, no ambiente, já que este precisa de um guia neste estágio.

Timothy Gallwey, no livro The inner game of tennis (o jogo interior do tênis) [9], compara o coaching o jogo de tênis, no sentido do coaching se tratar de um processo de perguntas e respostas, e podemos dizer que essa metáfora é bem interessante. Cada coachee encara o “jogo” de uma forma, uns prontos para sacar e defender as jogadas sendo pois melhores jogadores, enquanto outros já no início da partida se sentem derrotados. Cabe ao Coach identificar a prontidão ou não de seu jogador, coachee, mas cabe a esse o papel principal no processo, já que nada avançará sem a participação ativa e comprometida deste. Logo, a primeira tarefa do Coach para que o processo de Coaching seja eficaz é despertar a vontade de jogar do coachee. 

“No futuro todos os líderes serão coaches” (Jack Welch). Cada vez mais essa célebre frase do mundo caching faz mais sentido, tanto que vemos cada dias mais líderes buscando as formações de Coaching, e logo a questão não mais será ser coach mas ser um bom coach, o melhor que puder e cada dia trilhando com estudo, disciplina e paixão o caminho da excelência.

Juliana Lustosa, no artigo Coaching – Um caminho para o auto-conhecimento, evolução e felicidade, bem colocou:

Além disso, ouso dizer que o coaching vai além de conhecimentos técnicos, é preciso ter AMOR, PAIXÃO pelo ser humano, desejar do fundo do coração a evolução, o crescimento e o melhor para o cliente. Afinal, ele é a estrela principal. Atuar com cada cliente com o intuito de contribuir, pois se ajudarmos a elevar a consciência de cada indivíduo, como consequência  aumentará  o nível de consciência e evolução de toda a humanidade. Nós devemos e podemos inspirar as pessoas a viverem o seu melhor EU, a terem uma vida equilibrada, saudável, feliz e em paz[10].

Coaching é técnica mas também deve ser a vida, a paixão de qualquer bom coach que quer ver seu coachee como um ser humano que faça a diferença neste mundo.

O Coaching apesar de já ter alguns anos de evolução ainda não é conhecido da grande maioria das  pessoas, que ainda nos perguntam: o que  é esse tal de coaching? E talvez fazer um Coaching Education realmente elucidativo seja o maior desafio para nós.

Simplesmente dizermos que  Coaching é um processo, uma metodologia de desenvolvimento humano  ou que é uma parceria entre coach e coachee não conduzirá, ao nosso ver, a real compreensão desse universo realmente maravilhoso que é o Coaching, 

Para nós é  a própria salvação da humanidade, o resgate do homem em sua essência, a possibilidade de despertar em cada ser que aceita adentrar nesse mundo a consciência de que é capaz de ser mais e de realizar grandes coisas.

É a melhor forma de alcançar objetivos, solucionar problemas e desenvolver habilidades, esteja o indivíduo em qualquer nível do processo evolutivo. Logo, cabe ao Coach essencialmente despertar no coachee a vontade de entrar no coaching com paixão para que todas as maravilhas aconteçam quer na vida pessoal que na esfera profissional desse coachee.

Coaching para nós é adentrar num mundo novo em que nada a não ser as próprias crenças e medos podem nos limitar, mas temos ferramentas fenomenais para alterar essas crenças limitadoras e eliminar  os medos. Assim, uma primeira sessão realmente poderosa é quem melhor pode convencer o coachee de que trilhar o caminho é a melhor coisa que poderá fazer por si mesmo.

Sim,  podemos definir Coaching como um processo transformador que se utiliza de técnicas e metodologias de diversas ciências e que tem como principal ator o coachee, que atuará em sua própria vida com a participação de um importante coadjuvante, o coach, de modo a transformar aquilo que deseja naquele determinado momento.

[1] MARQUES, José Roberto Marque. Professional & Self Coaching – PSC, Programa de Formação e Certificação Internacional, Instituto Brasileiro de Coaching – IBC,  2014, p. 100.

[2] Cox, Bachkiriva e Cutterbuck, apud PERCIA, André. Coaching, missão e superação. Desenvolvendo e despertando pessoas! São Paulo: Editora Ser Mais, 2012, p. 13.

[3] TONNERA, Anderson. Coaching: uma ferramenta para aumento de performance, in: Coaching – A solução – Grandes gurus ensinam os caminhos para vencer, Coordenação editorial: André Percia e Maurício Sita. São Paulo: Editora Ser Mais, 2013, p. 19.

[4] MARQUES, José Roberto; CARLI, Edson. Coaching de Carreira – Construindo Profissionais de Sucesso. São Paulo: Editora Ser Mais, 2012, p. 23.

[5] MARQUES, José Roberto; CARLI, Edson, p. 21-22.

[6] Idem, p. 23.

[7] Idem, p. 23-25.

[8]MARQUES, José Roberto; CARLI, Edson. Ob cit., p. 24.

[9]GALLWEy, Timothy. the inner game of tennis. o jogo interior do tenis. são pauto: Textonovo, 1996.

[10] LUSTOSA, Juliana. Coaching – Um caminho para o auto-conhecimento, evolução e felicidade, in: Team & leader coaching. PERCIA, Andre; BATISTA, Lidia; SITA, Mauricio (organizadores). São Paulo: Editora Ser Mais, 2014, p.159.

Comentários